História

O Colégio Santa Maria foi inaugurado em 20 de julho de 1903 pelas Irmãs Dominicanas, por intermédio do Conselheiro Afonso Pena e o Barão do Rio Branco, então ministro das Relações Exteriores do Brasil.

Inicialmente, funcionou no palacete Antônio Olinto, onde hoje está instalada a Basílica Nossa Senhora de Lourdes. Foi ainda transferido para o Palacete do Conde de Santa Marinha, próximo à Estação Ferroviária. Em 22 de maio de 1909 o Colégio Santa Maria ocupou sede definitiva, localizada a rua Jacuí, 237, Floresta.

Em 1968, o Colégio Santa Maria, juntamente com o Colégio Arquidiocesano, forma o Instituto Arquidiocesano de Ensino. Ao longo dos anos, novas instituições de ensino foram integradas ao instituto e, em 1984, constituíram o Sistema de Ensino Arquidiocesano, que é mantido pela Sociedade Mineira de Cultura, instituição filantrópica, confessional e católica, criada pela Arquidiocese de Belo Horizonte para cumprir o ideal de oferecer educação de qualidade, do Ensino Infantil ao Superior.

Com o objetivo de unificar o trabalho educativo desenvolvido pela Arquidiocese de Belo Horizonte, tornando mais conhecidos os seus princípios e ideais, em 2006, a SMC decide pela padronização da nomenclatura dos colégios que a integravam, passando a denominar-se Colégio Santa Maria, seguido do nome da região onde se localizam.